quinta-feira, 17 de março de 2011

Praga - República Tcheca

Dia 18 saímos mais cedo da aula de alemão para dar tempo de almoçar e pegar nosso trem às 15 horas. Essa foi a primeira vez que viajei de trem, como falei antes andei num trem para ir para o Panometer Dresden, mas só agora iria realmente viajar num trem, dentro de uma cabine. Destino: Praga, República Tcheca. Duração: 2 horas e 20 minutos. Dresden é realmente bem perto de Praga, para ir para Berlim por exemplo é quase o mesmo tempo.

Nesse mapa dá para ver que Dresden é das grandes cidades da Alemanha a mais próxima de Praga

Como sempre o trem saiu pontualmente. Cara, que da hora o trem, a gente ficou dentro de uma cabine igualzinho aqueles trens do filme do Harry Potter, a gente tava no Expresso Hogwarts, huehaue. O lugar é confortável e você tem bastante privacidade, pois a cabine é toda isolada, só pela porta dá para entrar barulho, mas mesmo assim podemos fechar a porta e ainda fechar a cortina. Foi bom porque estávamos em 11, daí 6 numa cabine e 5 em outra, baralho numa cabine, cartas de UNO na outra, hehhehe.

Nossa cabine no trem

Mas pra falar a verdade é muito ruim pra dormir, as poltronas não enclinam. A paisagem também não foi muito agradável, ainda tinha bastante neve pelo caminho e na maior parte eram árvores secas sem folhas.

Chegando na República Tcheca comecei a ler esse língua doida, que coloca acento circunflexo de cabeça pra baixo em cima de vogal e consoante, como por exemplo em cima do E, S, Z, etc.

Depois de uma viagem rápida desembarcamos na Hauptbahnhof de Praga. Agora era gente falando esse tal de tcheco pra todo lado, a primeira coisa que fizemos foi seguir para uma casa de câmbio, é, a República Tcheca apesar de fazer parte da União Europeia desde 2004 não está na Zona do Euro, mas parece ter planos de adotar o euro em 2012. Falando um pouco do país, a República Tcheca fez parte da extinta Tchecoslováquia, que foi dividida em 1993 em dois países, Eslováquia com a capital em Bratislava e a República Tcheca com a capital em Praga. Este país possui aproximadamente 10 milhões de habitantes e um IDH relativamente alto (28º do mundo no ranking de 2010). A capital, Praga, tem por volta de 1,2 milhões de habitantes, com o turismo sendo uma das importantes fontes de renda da cidade.
Mas voltando à casa de câmbio, lá fomos nós trocar nossos euros. Cara, ficamos ricos! Com um euro compramos 19 coroas tchecas, já descontadas as taxas, troquei 50 euros e peguei 950 coroas tchecas! Fiquei rico, hehehhe. Na verdade poderíamos conseguir mais coroas por euros, fomos enganados, essa casa de cambio por ser na rodoviária deve cobrar mais caro, depois cheguei a trocar um euro por 23 coroas tchecas na cidade. Mas como todo turista desinformado não sabia se teria muitas casas de câmbio pela cidade e mesmo assim achei que a cotação seria a mesma. A cotação realmente é a mesma, mas as taxas são diferentes. E cara, nunca vi cidade pra ter tanta casa de câmbio, rapaz, se brincar lá tem mais casa de câmbio do que padaria, algumas avenidas têm várias casas de câmbios, as vezes até vizinha uma da outra.
Depois de pegar muitas coroas (cuidado com o trocadilho, heuahe) fomos seguindo um mapa para chegar no hostel onde já tinhamos reservado os quartos. Uns 20 minutos de caminhada.

Em frente ao National Musem de Praga na ida para o hostel

Advantage Hostel

Chegamos no hostel, largamos nossas coisas e pagamos a estadia, 340 coroas tchecas já iriam embora. Caro? Não, muito barato, com mais 2 euros da reserva a estadia por duas noites saiu por uns 20 euros. Incluso nesse valor ainda tinha café da manhã e uns computadores com internet no térreo.

Quarto no hostel

Espalhando coroas no chão, mais de 4000 coroas em uma foto, engraçado que eles não tem centavos, o menor valor é a moeda de 1, depois 2, 5, 10, 50, daí as notas começam com 20 e vão até nota de 5000 coroas!

Saímos do hostel e fomos procurar algo pra comer. Cara deu muito trabalho, a gente queria procurar uma comida da culinária tcheca mesmo, só que era complicado, em alguns lugares só tinha cardápio em tcheco, os valores também tínhamos que ficar dividindo pra saber se estava caro ou barato. Acabamos nos dividindo e fui com um pessoal em um restaurante que parecia mais ou menos, olhei um cardápio onde tinha foto dos pratos e escolhi um. Pra falar a verdade não gostei da comida não, era uma mistura de algumas carnes de porco, pão, um pouco de salada e uma outra coisa que parecia batata.

Única frase em tcheco que eu consegui ler: proibida a venda de bebidas alcoólicas a menores de 18 anos (tenho quase certeza que é exatamente isso, hehhehe)

Prato do restaurante tcheco

À noite fomos procurar algum bar/pub. Encontramos um bem da hora. O bar praticamente não tem garçom. Você senta na mesa e o garçom apenas traz a quantidade de copos necessários, no meio da mesa tem um lugar onde você coloca o copo de cabeça pra baixo e espirra água pra lavar o copo. Daí você se serve nas torneiras que tem na mesa e tem um contador de quantos litros já foram bebidos. Esse contador faz um ranking com as mesas do bar e um telão fica mostrando o resultado em tempo real, muito da hora.


Olha o banheiro do pub, heuaheuhae

O que foi engraçado nesse pub é que estávamos lá de boa quando chega um cara do nada e começa a falar com a gente, ele começou a falar inglês, depois de um tempo descobrimos que ele queria dizer que o amigo dele que estava na outra mesa apostava que era maior que qualquer um da nossa mesa (ãhn?), ehuaehuah. Conversa de bêbado, e logicamente eu não era o maior né, heuahe. Um dos nossos amigos tinha pouco mais de 1,9 m mas o cara nem quis vir na nossa mesa pois de lá acenou mostrando que era um palmo maior que esse nosso amigo. Beleza, o cara falou mais algumas coisas lá que ninguém entendeu depois foi embora. Daí do nada chega um outro cara também da mesa do cara anterior, e agora ele queria apostar que ganhava na quebra de braço de qualquer um de nós, heuaheuah. Um dos nossos amigos aceitou, mas "just for fun". Rapidamente o cara ganhou, e rapidamente ele colocou 100 coroas na mesa e desafiou mais alguém, ehuheaue. Pior que nem era um cara bombado, mas parecia ser bom na quebra de braço, um outro amigo nosso aceitou e também perdeu, logicamente sem apostar. Depois que viu que realmente ninguém iria apostar ele foi embora. Quando fomos embora esses caras ainda estavam na outra mesa e segundo o ranking já estavam com uns 30 litros de cerveja consumidos, numa mesa de 5 pessoas!

2 comentários:

  1. olha essa foto, mlk... vê se reconhece algo:

    https://picasaweb.google.com/claudiounb/RepublicaTcheca#5567683258922567010

    Olha as outras fotos, será se fomos no mesmo restaurante?

    ResponderExcluir
  2. Olá Caio, tudo bem?
    Achei seu blog por acaso, e vi que você está fazendo intercâmbio na universidade de Stuttgart.

    Sou estudante de Engenharia Mecânica da UFPR, e pretendo ir fazer um intercâmbio em Stuttgart agora em Outubro.

    Queria trocar algumas idéias com vc por email, é possível?
    Se você puder me mandar um email ( rafaelaslompo@gmail.com) ou me adicionar no facebook ou orkut (Rafaela Slompo), ficaria grata, =)

    Obrigada!
    Beijos

    ResponderExcluir